• VetJr. UFMG

Manejo de cães e gatos Neonatos

Atualizado: Jun 24


Você realizou todo o acompanhamento da fêmea gestante no seu canil ou gatil, seguindo orientações do veterinário e fazendo todos os exames, e os filhotes nasceram! E agora, quais os próximos passos?

Este é um ramo existente tanto na medicina humana quanto na veterinária, e é chamado de Neonatologia, ou seja: o estudo dos recém-nascidos. O filhote neonato não é apenas um cão ou gato muito jovem e de tamanho reduzido.


Existem vários aspectos fisiológicos (relacionados ao funcionamento normal do organismo) e patológicos (relacionados às doenças) que são bastante específicos dos recém-nascidos. Além disso, a própria fragilidade daquele animalzinho no começo de sua vida extra-uterina, a possibilidade de malformações e até mesmo a mortalidade exigem cuidados muito especiais. De acordo com Prats (2005), até 30% dos filhotes podem vir a óbito antes mesmo do desmame.


É importante entender o impacto que o nascimento pode ter sobre a vida daquele cão ou gato. No útero da mãe, o animal está em um ambiente líquido, controlado, com temperatura constante, e sem muitos desafios imunológicos. E então, de uma hora para outra, o neonato se encontra ainda em formação, num ambiente seco, com temperaturas que, dependendo da região e do local onde ele se encontra, podem ser bastante variáveis, e com diversos desafios imunológicos. O ambiente aparentemente limpo contém micro-organismos que, se não são capazes de causar doenças graves em animais saudáveis, podem ser graves para um corpo com seu sistema imune ainda em formação. A mãe também pode passar algumas doenças para os filhotes, se cuidados específicos não forem tomados.


A boa notícia é que muitos desses riscos podem ser mitigados ao se adotar uma rotina séria e com procedimentos a serem tomados pela equipe responsável pelo canil ou gatil toda vez que ocorrer um nascimento. Ao se efetuar um manejo correto de condições sanitárias, de nutrição e de temperatura, aliados ao acompanhamento veterinário, a chance de ocorrerem malformações ou óbitos entre os filhotes pode ser bastante reduzida. Ao evitar esses problemas constantes com os neonatos, você será capaz não apenas de proporcionar o bem-estar animal no seu canil e gatil, como de aumentar a sua lucratividade tanto de forma direta - ao evitar situações que reduzam a quantidade de filhotes disponíveis ou aumentem os gastos com eles - quanto indireta - ao melhorar a sua reputação entre potenciais clientes como estabelecimento referência no manejo de todas as etapas da reprodução.


Neste contexto, o Núcleo de Pequenos Animais da VetJr. possui orientação do Prof. Marcelo Rezende, referência em reprodução de cães e gatos. Sendo assim, a equipe é altamente capacitada e se dedica ao auxílio de muitos criadores, qualificando ainda mais a produção. Venha conhecer nossos serviços!



Escrito por: Francisco França.


Entre em contato conosco:

pequenosanimais@vetjr.com

Celular VetJr.: 31 9 8292-7161


59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo