• VetJr. UFMG

Diarreia em bezerros


A diarreia em bezerros constitui uma das principais enfermidades associadas a perdas nas fases iniciais de vida dos bovinos (ASSIS-BRASI et al., 2013). Bem como, a diarreia pode interferir no desenvolvimento dos animais e consequentemente, na produtividade no decorrer do tempo (BENESI, 1999).

Fisiologicamente, a diarreia representa um distúrbio do trato digestório, no qual ocorre um aumento do número de evacuações, com fezes que variam em consistência de amolecidas a líquidas (MILLEMANN, 2009). Dessa forma, as consequências estão associadas a perda de líquidos e eletrólitos corporais resultando em desidratação de diferentes intensidades (MADUREIRA, 1999).

Uma das principais polêmicas nas propriedades rurais em relação a diarreia em bezerros é sobre a retirada do leite quando esses animais apresentam alterações clínicas no trato gastrointestinal. Isso pode trazer inúmeros malefícios já que o leite fornece energia e proteínas que ajudam no combate dessas infecções. Além disso, não é o leite que causa a diarreia. Essa patologia está correlacionada a diferentes fatores e agentes, tais como: agentes enteropatogênicos, bactérias (Escherichia coli, Salmonella sp., Clostridium perfringens), vírus (rotavírus e coronavírus); protozoários (Eimeria sp.); verminoses, fatores nutricionais (rações) e de meio ambiente (MADUREIRA, 1999).

Como mencionado, na diarreia os bezerros perdem água e eletrólitos, então a primeira coisa a ser feita é o tratamento suporte hidratando os animais, logo após isso, é recomendado eliminar os organismos que estejam causando a infecção a partir de medicamentos específicos para o agente em questão e minimizar a chance de infecções secundárias por microrganismos oportunistas, em casos no qual o sistema imunológico do bezerro estiver deprimido.

Como forma de prevenção da diarreia é necessário fazer correções dos fatores de risco. Desse modo, é indicado realizar a colostragem corretamente, evitar grande número de bezerros por área, separar os bezerros por faixa etária, limpar adequadamente o ambiente, permitir que o ambiente tenha exposição solar, etc.

Em vista do apresentado, a diarreia nos bezerros deve ser sempre prevenida e os animais acometidos isolados e tratados. Assim sendo, é necessária assessoria para o correto diagnóstico, seguido de um correto tratamento e controle da diarreia nesses animais (MADUREIRA, 1999). Portanto, a VetJr. coloca-se à disposição para ajudar no direcionamento e recomendações a fim de garantir a sanidade dos bezerros e a eficiência do sistema de produção. Entre em contato para obter mais informações!


Escrito por: Júlia Freitas e Marina Borges.


Entre em contato conosco:

bovinocultura@vetjr.com

Celular VetJr.: 31 98292 7161


27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo