• VetJr. UFMG

NOVAS DIETAS PARA PETS: CARNE CRUA, VEGANA, GRAIN-FREE


O mercado de alimentação para os cães e gatos têm se tornado cada vez mais sofisticado, sendo o mais comum entre os tutores o uso de rações comerciais, que podem ser secas ou úmidas, e específicas para raça, idade ou condições de saúde. Mas, recentemente, tem crescido a demanda e interesse dos donos de pets por alimentação natural. Além disso, está se difundindo o uso de dietas baseadas em carne crua, veganas, ou totalmente livres de grãos. Neste texto, explicamos direitinho o que é cada uma delas, e algumas vantagens e desvantagens.


Alimentação baseada em Carne Crua (Crudívora / BARF / RMBD)


São nomes diversos para um mesmo tipo de alimentação, que consiste numa dieta composta majoritariamente por carnes cruas, ossos e vísceras, sem adição de grãos ou alimentos ricos em carboidratos.


De fato, esse tipo de dieta faz sentido por ser próximo do que cães e gatos encontrariam em vida selvagem. Mas deve-se levar em consideração que dezenas de milhares de anos de domesticação, proximidade com os humanos e seleção genética mudaram alguns aspectos fisiológicos desses animais. Logo, o que eles encontravam na natureza não necessariamente é o ideal para a saúde deles nos tempos atuais. Em um estudo recentemente publicado por Flávia Mello Viegas, médica veterinária formada na UFMG, junto com Rodrigo Otávio Silveira Silva, professor da disciplina de Doenças Bacterianas na EV-UFMG, indica que há uma forte correlação entre o uso de alimentação para cães baseada em carne crua e a incidência de gastroenterites causadas pelas bactérias Salmonella spp., Clostridium perfringens e Clostridioides difficile. É importante ressaltar que essas bactérias, que resistem ao congelamento da carne, também podem contaminar os humanos que mantém contato próximo com o pet, então antes da adoção desse tipo de dieta devem ser pesados os riscos e benefícios envolvidos, sempre com a orientação do médico veterinário.


Alimentação Vegana


A Alimentação Vegana é aquela com alimentos (seja ração ou alimentação natural) e/ou suplementos que não possuem quaisquer tipos de produtos de origem animal (como carne, leite e ovos).


Sendo bastante diretos: gatos não podem de maneira alguma ter alimentação vegana, sob risco de desenvolverem doenças como insuficiência cardíaca, resposta imune inadequada e degeneração da retina que pode causar cegueira. Isso ocorre porque eles são considerados carnívoros estritos, ou seja, naturalmente se alimentam somente de carne por terem necessidade de alguns aminoácidos que só são encontrados no tecido muscular de carne vermelha, como taurina, lisina e alanina, por exemplo. Uma ração totalmente vegana para gatos obrigaria os tutores a fornecer uma suplementação desses aminoácidos, suplemento este que não seria vegano, contrariando os propósitos deste tipo de alimentação.


Já em relação aos cães, a resposta é mais complexa. Os cães são classificados como onívoros, carnívoros oportunistas, ou ainda o neologismo "oportunívoros". Isso quer dizer que em ambiente não-domiciliar eles irão se alimentar de carne de presas, mas havendo falta, podem obter seus nutrientes através de vegetais. Isso ocorreu através de vários milênios de domesticação e seleção, o que os diferencia dos lobos, que têm uma dieta totalmente carnívora. Este processo acabou por selecionar aqueles cachorros que possuíam genes que fazem com que eles produzam a amilase, uma enzima que quebra o amido (importante fonte de carboidrato em alguns vegetais), assim fazendo com que eles sejam capazes de utilizá-los como energia.


De acordo com nossas pesquisas, encontramos artigos que mostram que há benefícios numa dieta vegana para cães, assim como artigos que mostram que não há diferença ou que há malefícios. Portanto, esse tipo de dieta somente pode ser adotada com a anuência do médico veterinário do seu cão, de forma a acompanhar se não está havendo nenhuma piora na saúde do animal.


Alimentação Livre de Grãos (Grain-free)


Já a alimentação livre de grãos é aquela que, ao contrário da maioria das rações comerciais (tanto secas quanto úmidas), não utiliza grãos - como trigo e milho - em sua composição. Como utilizam ingredientes como carne e ovos para atingir seus níveis superiores de proteína e lipídios (e baixos níveis de carboidratos), elas têm um custo mais elevado. Elas não são, no entanto, dietas totalmente carnívoras, pois têm vegetais que não sejam grãos em sua composição.


Seu objetivo é evitar os problemas que por vezes são associados com dietas com alto índice de carboidratos, como obesidade, hiperinsulinemia (excesso de insulina na corrente sanguínea), resistência à insulina (que inclusive pode ser resultante da hiperinsulinemia), inflamações, e hiperglicemia (excesso de glicose no sangue). Como dissemos acima, os cães domesticados se adaptaram e são capazes de produzir amilase. No entanto, isso não quer dizer que eles podem ter uma dieta rica em carboidratos. Ser capaz de realizar algo é uma coisa, ser bastante eficiente naquilo é outra. Além disso, algumas raças e indivíduos podem não ter essa capacidade e desenvolver alergias ou intolerâncias à alimentação com fartura de grãos e carboidratos e, principalmente para esses animais, a ração livre de grãos pode ser interessante.


Seja através de rações comerciais ou formulações balanceadas de alimentação natural, é bastante nobre que você queira uma alimentação para o seu pet que agrida menos o meio ambiente, ou em consonância com seus valores éticos. No entanto, lembre-se sempre: os cães e gatos, assim como nós, precisam de uma dieta bastante balanceada, e em primeiro lugar você tem que fornecer o alimento que seja melhor para ele. Restos de comida ou comida caseira sem o balanceamento adequado não é o melhor para o seu pet. E o mais importante é algo que sempre dizemos por aqui: sempre busque o acompanhamento do seu médico veterinário.


Neste sentido, a Vetjr. presta diversos serviços para quem quer começar no ramo ou melhorar seus processos. Venha conhecer nossos serviços!



Escrito por: Francisco França.



Entre em contato conosco:

pequenosanimais@vetjr.com

Celular VetJr.: 31 9 8292-7161



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo