• VetJr. UFMG

Giardíase e a importância de um manejo sanitário adequado

A giardíase é uma doença muito comum na rotina clínica de cães e gatos e frequentemente acomete canis e gatis. Ela é causada pelo protozoário Giardia spp e requer atenção, pois, além de gerar prejuízos econômicos a esses estabelecimentos, tem caráter zoonótico, ou seja, é transmitida também para o ser humano.

A transmissão da doença ocorre pela rota oral-fecal, portanto, pela ingestão de cistos através da água, alimentos e objetos. Esses são liberados pelas fezes dos animais contaminados e sobrevivem por longos períodos no ambiente, já que são resistentes à maioria dos desinfetantes.

Em relação aos sinais clínicos, esses vão variar entre leves e graves de acordo com alguns fatores, como: quantidade de cistos ingeridos, virulência da cepa, idade e sistema imune do hospedeiro. Sobretudo em animais jovens, é muito comum a ocorrência de diarreia pastosa ou líquida, amarelada ou acinzentada e com presença ou não de sangue.

É observada uma maior incidência da doença em animais filhotes e/ou que vivem aglomerados. Sendo assim, é uma doença que requer muita atenção dos canis e gatis. Alguns cuidados devem ser tomados no controle sanitário desses estabelecimentos, entre eles: identificação e tratamento de indivíduos infectados e utilização de desinfetantes à base de amônia quaternária para a eliminação dos cistos.


Tendo em vista a importância e relevância da giardíase, a VetJr. oferece o serviço de manejo sanitário para o seu estabelecimento para prevenir não apenas essa doença, mas diversas outras que possam acometer canis e gatis, diminuindo o bem-estar dos animais e gerando prejuízos aos criadores.


Texto escrito por: Ana Clara Minardi



Entre em contato conosco:

Email: pequenosanimais@vetjr.com

Celular VetJr.: 31 9 8292-7161



31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo