• VetJr. UFMG

TOXOPLASMOSE: Qual a sua importância?


A Toxoplasmose é uma importante zoonose causada pelo protozoário Toxoplasma gondii, que pode causar desde infecções assintomáticas, na maioria dos casos, até problemas gestacionais, podendo levar até à morte.


Além dos riscos citados acima, a Toxoplasmose é uma doença com prevalência de 20 a 90% na população mundial (AMENDOEIRA, 2010) e com diversas formas de transmissão, o que enfatiza a necessidade de se conhecer melhor essa doença, suas formas de prevenção e qual a sua real importância para a saúde dos animais e dos humanos.


O Toxoplasma tem um ciclo de vida com diversas fases, e em cada uma dessas fases ele assume uma forma diferente. Além disso, diversos animais podem participar desse ciclo, sejam como hospedeiro definitivo, como os felídeos, ou como hospedeiros intermediários, como os humanos, roedores, suínos, entre outros. Esses animais, humanos e não humanos, se contaminam por meio da ingestão desse protozoário em fases específicas da sua vida.

Os humanos e os animais, com exceção dos felídeos, adquirem a infecção por três principais vias: Ingestão de carnes cruas ou mal cozidas contaminadas com cistos; Ingestão de água ou alimento contaminados com oocistos esporulados; ou por via transplacentária no caso de fetos. A infecção em humanos é geralmente assintomática, mas em indivíduos com baixa imunidade ou gestantes, pode causar problemas mais sérios, como abortos, sequelas ao feto e até a morte.


Os felídeos, entretanto, são os únicos hospedeiros definitivos e se infectam por meio da ingestão de carne crua contaminada com os cistos. Além disso, os felídeos têm um papel importante no ciclo da doença, já que é a única espécie na qual o ciclo do protozoário ocorre completamente e que há a eliminação dos oocistos nas fezes.


Fonte: Imagem autoral


Mas então os gatos são os vilões da doença e indivíduos susceptíveis devem se livrar deles? Não!


Ao contrário do que é preconizado popularmente, o contato com felinos não aumenta o risco de se contrair a doença, principalmente porque esses animais podem eliminar esse protozoário nas fezes durante apenas duas semanas da vida inteira deles. Ademais, levando em consideração as formas de transmissão descritas, os bons hábitos de higiene com as mãos, vegetais e frutas são os mais efetivos para a prevenção e diminuição da propagação da toxoplasmose, assim como a cocção de carnes e outros produtos de origem animal.


Somado a isso, como os gatos podem eliminar esses oocistos nas fezes e eles precisam de um tempo no ambiente para se tornarem infectantes (24h), a limpeza diária da caixa de areia dos gatos domésticos é um manejo muito eficiente, pois evita a esporulação do oocisto quando este estiver presente nas fezes e a sua passagem para a forma infectante.


Outro ponto importante a ser considerado é que os gatos só irão se infectar se ingerirem carnes cruas ou mal cozidas contaminadas. Dessa forma, medidas de prevenção como não permitir que o gato tenha acesso às ruas e possa caçar outros animais, como roedores; não fornecer carne crua à esses animais; e a manutenção do ambiente doméstico limpo são muito eficazes na prevenção da infecção dos gatos, e consequentemente dos humanos.


Portanto, é necessário compreender a relevância da toxoplasmose como uma zoonose de grande impacto na saúde pública, e o papel de cada um dos participantes do ciclo dessa doença. É válido ainda salientar que o gato não é um vilão, que a chance dele causar problemas na gestação e outros relacionados à doença é muito pequena e que ele merece cuidados com a sua saúde e bem estar, de forma a se manter saudável e não transmitir a doença. A VetJr. pode te auxiliar na construção de um manejo nutricional adequado. Venha conhecer nossos serviços


Escrito por: Camila Torres.


Entre em contato conosco:

pequenosanimais@vetjr.com

Celular VetJr.: 31 9 8292-7161


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo